Camara do Rio Grande
Camara Rio Grande
Camara Rio Grande
TV Câmara - Assista ao vivo
Portal da Transparência

Receba a newsletter do

vereador Denise Rodrigues Marques



Outros Vereadores




  Onde você está > Home > Vereadores > Notícias do Vereador
Denise Rodrigues Marques

Vereador

Denise Rodrigues Marques

1ª Secretária da Mesa Diretora 2018

Vice Presidente da Comissão de Saúde, Educação, Assistência Social, Cultura e Turismo

     Notícias do Vereador

Voltar


SESSÃO ESPECIAL PROMOVE REFLEXÃO SOBRE AS DIVERSAS FORMAS DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES - 10/03/2018

+A-A

Na noite de sexta-feira (9), ocorreu a Sessão Especial em comemoração ao Dia Internacional de Luta das Mulheres, que trouxe como mote “As várias faces da violência contra a mulher”, no Legislativo Municipal. A proposta, que integra o Calendário Março Lilás, foi organizada em conjunto com o Movimento de Mulheres do Rio Grande, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM), Prefeitura Municipal do Rio Grande, através da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, e bancada do Partido dos Trabalhadores.

Proponente da solenidade, a vereadora Professora Denise (PT) introduziu a discussão ressaltando a necessidade de se quebrar o silêncio sobre o tema, apresentando dados da violência contra as mulheres no município do Rio Grande e no estado e destacando o desmonte das políticas na área. “A reestruturação implementada pelo governo do estado extinguiu uma secretaria importante, a Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, e está sucateando órgãos e políticas públicas que acabam paralisando a Rede de Atendimento às mulheres vítimas de violência, a Rede Lilás. Nós estamos vendo as Patrulhas Maria da Penha descaracterizadas e redimensionadas para outros tipos de atendimentos e as Salas Lilás, que contavam com recursos federais, praticamente desativadas”, criticou. 

Na sequência, um chamamento às diversas atividades do Março Lilás e depoimentos de mulheres engajadas na luta por direitos foram exibidos em um vídeo institucional elaborado pela equipe de Comunicação da Prefeitura Municipal, seguido pelo relato da estudante Beatrice Caurio, que foi dopada e submetida à medicação abortiva pelo ex- namorado. “Para mim é muito importante estar aqui, ser ouvida, saber que eu posso contar com vocês” afirmou a jovem que, somente após dois anos do episódio, tem manifestado-se publicamente sobre a violência que sofreu.  “Eu gostaria que vocês percebessem que a violência não é só quando a gente dá um tapa,  quando a gente estupra, mas também quando a gente se apodera das decisões do corpo de alguém, decisões que não são nossas. Eu hoje estou viva, conversando com vocês, mas quantas mulheres morreram sem conseguir pedir ajuda?”, questionou.

A Sessão contou ainda com a contribuição das professoras Kelley Baptista e Cláudia Peixoto, que participam do projeto “Biografias do Trauma”, da FURG. A proposta visa a coletar, publicar e orientar, no âmbito psicológico e jurídico, mulheres com narrativas de violência obstétrica. Coordenadora do projeto, Kelley alerta “Quando uma mulher conta a sua história de violência, entendam que ela está pedindo socorro”.

Encerrando o encontro, a Coordenadora de Políticas para as Mulheres do município, Maria de Lourdes Lose, destacou a importância dos espaços de discussão e reflexão sobre os direitos das mulheres. “A Coordenadoria tem percorrido a cidade, conversando, orientando sobre as violências” afirmou, e salientou a necessidade da união de forças. “Nós precisamos entender que isoladamente, sozinhas, nós vamos levar muito mais tempo para avançar”, ao fazer referência à campanha que estampou as camisetas do Movimento de Mulheres deste ano. “É por todas nós que estamos aqui. Pelas mulheres cis, mulheres trans, mulheres travestis, mulheres negras” e finalizou fazendo um apelo aos homens para se juntarem à luta pelo fim da violência contra as mulheres.

Representando a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), de Rio Grande, Magda Teles, que coincidentemente foi a escrivã que acompanhou o caso de Beatrice, enfatizou que “quando uma mulher sofre violência, a dor maior é porque essa violência foi praticada por alguém que ela ama, diferentemente de quando nós somos assaltadas ou outro tipo de ocorrência” e parabenizou a jovem pela coragem e por ter vencido o medo de falar.

A sessão, presidida pela vereadora Andréa Westphal (PEN), foi prestigiada por diversas autoridades, entre elas Cleuza Dias, reitora da Universidade Federal do Rio Grande, Renato Mattos Gomes, vice-prefeito, Capitão de Fragata (Md) Stella Beatriz Krüger, representando o Comando do 5º Distrito Naval, Maria Cristina Coelho, representando a Subseção da OAB Rio Grande, Soldado Jéssica, representando o Corpo de Bombeiros do Rio Grande, Mayara Guilherme, representando o IFRS e os vereadores Edson Lopes (PT), João da Barra (PRB), Luciano Gonçalves (PT) e Rovam Castro (PT).





WD House

Câmara Municipal do Rio Grande - Rua General Vitorino, 441 - Centro - CEP: 96200-310 -Telefone: (53) 3233 8500